Formas diferentes para se plantar uma orquidea.

Primeiro um esclarecimento: Sim Iara, este post é dedicado à você, que não me pediu, mas que vive reclamando da falta de condições da sua cidade.

Ele também se dedica à todos os “orquidoidos” como eu, que adoram inventar com suas plantas.

Por que este esclarecimento? Por que a Iara mora em Mato Grosso, e como ela diz: “O sistema aqui é bruto”. Deve ser mesmo. Qualquer correspondência demora seculos para chegar. Por que? Por que a policia federal deixa as coisas apodrecendo lá e confere uma a uma, por medo de trafico de drogas – afinal, ela esta numa zona fronteiriça, justamente com Paraguai e Bolívia. Então acredito que seja difícil mesmo.

Mas não é por que ela não pode comprar as cosias, que não vai encontrar soluções ótimas por ai.
Aposto que ao redor dela tem sempre alguma árvore sendo cortada, alguma obra acontecendo, alguma olaria disposta a fazer vasos doidos….

Eu tenho orquideas de tudo que é jeito.
Em vasos, em pedaços de xaxim, em cachepôs, em tocos (a maioria), em madeiras diversas, em “garrafas” de barro e até um tijolo eu já plantei uma Brassavola – que vai bem obrigado.

Lá na AOSP, se encontra de tudo.
Vasos são a minoria.
Na verdade o que eu mais gosto de ver nestas exposições são as ideias.

Quanto mais inventivo você for, mais legal.

Então vou descrever abaixo algumas das minhas ideias, para quem sabe, vocês se inspirarem!

XAXIM
Será que é impossível achar quem venda xaxim por ai?
Por aqui estou começando a achar… fico “ressabiado” de comprar, mas um amigo (o JSJ) me enviou alguns pelo correio, e pelo que me parece, são “legalmente produzidos” (até que se diga o contrário).

Xaxim é uma coisa fantástica para orquídeas.

TOCOS

Veja esta B.L.Cat. (ou simplismente Cattleya):

Cattleya em toco

Cattleya em toco


Está vendo como ela foi colocada dentro de um vaso e na verdade ela foi subindo pelo toco?

A pessoa cuidou de colocar ela bem em baixo, para que depois tivesse espaço para crescer.

No vaso, ele deve ter colocado umas pedras em baixo, para dar peso e estabilidade, e para a exposição… pra deixar bonito, colocou o esphagnum. Simples assim.

Veja também que o toco tem alguns furos, feitos com a furadeira mesmo. Parece cupim né? Mas lá observei que foram feitos de proposito, para que a planta conseguisse penetrar suas raizes nestes buracos e ter uma fixação melhor.

Como ai chove “Cantaros” como você me disse no seu último email, este tipo de plantio vai te ajudar bastante, uma vez que pouca água será absorvida.

O toco vai se manter úmido, e não haverá água acumulada, principalmente se você fizer como eu: Deixe-o pendurado.

Adubação: Nas primeiras semanas dê algum adubo que tenha mais N do P e K.
Hein? NPK são aqueles que vêm em numeros, 4-14-8, 10-10-10, 20-10-10 ou o que eu aconselho, 20-0-0! (difícil de se achar).

Mas basicamente, borrife Nitrogênio na sua planta, durante os 2 ou 3 primeiros meses.

Prefira sempre os tocos de árvores que tenham as cascas mais rugosas. Estas dão mais segurança à planta.
E veja também madeiras de qualidade… Um pinus tende a apodrecer mais rápido que uma peroba!

Uma outra ideia de toco, que eu fiz na minha casa foi esta:

Dendrobium no toco

Dendrobium no toco


Isto na verdade não é um toco, mas uma “pisada” de madeira.

Por aqui se encontram estas “fatias” de eucalipto, para colocar em jardins, como pisadas. Para formar um caminho.

Elas já vêm tratadas contra cupim, e por isto uma boa escovada e uns dias dentro da água pode ajudar.

Para fixar é bem fácil: Coloque as plantas, bata um preguinho de cada lado, e passe a linha por cima das plantas, amarrando nos pregos.

Eu uso linha tipo barbante, mas você pode usar a que quiser, desde que seja de algodão. (bio-degradavel – vai se soltar com o tempo).

Não use de plastico (nylon) pois assim ela nunca vai se soltar, e vai acabar “enforcando” sua planta.

Obs: Esta foto é BEM antiga… Você não imagina como esta planta está hoje, CHEIA… quase já não se vê o toco atras.

TUTOR VIVO (mas agora morto)

Tutor ex-vivo

Tutor ex-vivo

Como assim?
Já foi uma árvore, agora esta pendurado no meu quintal!

Segue a ideia da primeira foto. Se você lembrar das minhas inúmeras Dendrobium Nobile que estão no meu muro, vai saber do que estou falando.

DUVIDO que por ai você não encontre muita árvore caida com uma casca grossa o suficiente para poder amarrar 1/2 duzia de orquideas nelas.

Faça como falei, linha e não nylon.

Atras da planta (se quiser) coloque alguma fibra vegeral, ou até um pouquinho de estopa.
Isto vai manter a umidade, e a planta vai se fixar mais rapidamente.

Na foto ao lado da para ver como eu fiz:
Fibra de coco, linha e muita paciencia para arrumar as plantas na posição certa.
Bem no meio dá para ver que a planta foi amarrada … sei lá como explicar, mas ela está para baixo e as raizes estão mais acima. Vê?

Por que era assim que ela estava quando a ganhei. (acho que esta eu tirei da árvore na frente da casa da minha Tia).

Então ela esta na posição certa (a planta) e as raizes estão bem amarradas.

Tutor ex-vivo

Tutor ex-vivo

Outro bom exemplo, né?

E dá para ver como ele fez inclusive a amarração em alguma tela aramada (como a que você tem em casa – Veja como tem um arame grosso em cima do toco).

A única ressalva a isto é que as plantas vão ficar diretamente no tempo e no sol.
Como o tutor é EX-vivo, ele não tem em cima as folhas, a proteção ao sol/vento/chuva que normalmente uma árvore daria.

Na minha casa, todas estas plantas (mais delicadas) estão sob um telhado de uma telha plastica que não sei o nome, mas que protege do excesso de chuvas e sol.

O mais legal é que o telhado acaba junto ao muro onde elas estão colocadas, fazendo com que a água da chuva caia sobre elas, molhando mesmo que seja a menor das chuvas…. Adoro isto!

No sol pleno apenas as Dendrobiuns Nobile. E o sol pleno lá nem é tão pleno assim….

Caso você não tenha onde colocar esta planta, desta forma – fixada a uma parede ou tela – faça uma coisa muito simples:
Em um vaso de plastico (ou o que preferir) coloque um arame que fique apoiado nele, ao centro. (imagine uma das pontas do arame torcido por volta de uma lata…) Isto dará apoio ao arame.
Encha de brita para dar peso e sustentação ao arame.

Na outra ponta, em cima, faça uma forma ideal para pendurar sua planta.

Isto ainda dá uma outra vantagem: Você, ao regar sua planta, molhará as pedras, que absorverão esta umidade e vão manter o ambiente úmido por mais tempo. Vantagem para a plantinha!!

CAIXETAS

Orquidea na caixeta.

Orquidea na caixeta.

As Caixetas estão virando moda, e ao que me parecem são boas mesmo.
Existem em vários formatos, tamanhos e acabamentos.

Na AOSP vi delas feitas de bambú, redondas, quadradas, em formato de funil, com madeira maiorzinha, menorzinha… de tudo que é jeito!

Não deve ser dificil encontrar alguem que faça algumas para você. Eu mesmo estou cheio de vontade de encontrar alguem que corte as madeiras para mim (tem que ter uma serra circular – para ficar bem feito), e eu mesmo vou montar os meus. Motivo? Cada caixeta destas custa uns R$15,00. Algumas chegando a R$60,00!

A melhor maneira de colocar sua orquidea aqui dentro é primeiro forrar a caixeta com algum tipo de tela (sombrite) – como se fosse uma peneira – e depois, dentro você coloca o substrato que quiser. Por mais dura que seja a tela, as raizes ainda vão sair para fora e o conjunto todo vai ficar lindo em breve!

Outro exemplo com caixeta

Outro exemplo com caixeta

Aqui do lado tem outro exemplo, para você poder ver melhor a caixeta, e como ela funciona.

Eu ja comprei cachepô feito com pinus e coloquei minha gomesa recurva dentro. Ela estava linda.
Mas, durante minha viagem (em Dezembro) ela morreu. Então por isto não tenho fotos aqui para colocar agora.

Mas invente o que tiver por ai. Se você acha que cabe um teste… faça-o!

O começo deste blog foi com a simples intenção de registrar meus testes e arquivar seus resultados….
Faça isto também! Faça um teste doido, e vá anotando (nem que seja num caderninho) os resultados alcançados (bons e ruins).

TIJOLO

Orquidea no Tijolo

Orquidea no Tijolo

SIM! Eu plantei minha Brassavola em um tijolo!

Eu estava outro dia numa obra (com o que eu trabalho) e vi uma pilha de tijolos super umidos e pensei: Por que não?
Bom, amarrei a planta nele.

Confesso que ela não vai tão bem quanto eu gostaria, mas a ideia é válida.
Acho que isto se deve muito à minha falta de tempo. Tijolo deve ser uma boa ideia sim!

Afinal de contas, conversando há algum tempo o Barani (do Nobile Flores), ele confessou que tem várias orquideas “plantadas” em…. TUBO DE PVC!!

TACOS DE PISO

Tacos de piso são uma ótima solução para pendurar orquideas

Tacos de piso são uma ótima solução para pendurar orquideas

Seguindo a ideia dos tocos, e andando pelas obras – como no caso do tijolo – vi um amarrado de tacos, que seriam colocados em uma casa…
Das sobras, eu peguei uns 20 tacos para mim.

Eles já vêm tratados, e portanto precisam ficar na água algum tempo também, mas são muito legais.

Para pregar as orquideas neles, eu faço quadro furos, como os vertices de um quadrado, e passo linha pelos buracos, de forma a fixar a planta.
Não prendo nada alem das raizes e de alguma outra estrutura que aguente ficar fixada.

Dá um ótimo resultado.

Repare na foto ao lado que há tamanhos diferentes de tacos que podem ser usados conforme a planta.
Use o lado que tem as ranhuras já prontas, para as raizes se fixarem.

Na ausencia de tacos, já ouvi falar de gente que foi no 1,99 (Aquelas lojas de tranqueiras chinesas) e comprou varias taboas de carne baratas… e colocou as orquideas nelas!!

Baita ideia legal hein!?

CASCA DE ÁRVORE

Neofinetia Falcata

Neofinetia Falcata

Seguindo a ideia, você pode colocar a planta também na horizontal.

Não é por que você esta usando tocos que ele precisa ficar na vertical.
Acho que esta é (era) uma das minhas mais bonitas. Infelizmente em Dezembro ela morreu.

Para prendê-la, você precisará colocar 3 ou 4 pontos de fixação nas pontas da placa para ela ficar na horizontal.

Para regar, use MUITA água, pois estes tipos de cultivo exigem mais água mesmo.
Mas cuidado ao adubar. Como esta na horizontal, o adubo tende a se concentrar nas raizes, o que pode matá-las.

1/2 VASO

1/2 vaso com orquidea dentro

1/2 vaso com orquidea dentro

Sabe aquele seu vaso que quebrou?
Você pode usar ele também!

Da mesma forma que você faria com os tacos de piso, pode fazer com estes vasinhos…

Veja como fica bonito!

Para fixar a planta, procure fazer 4 furos no vaso (faça isto com uma furadeira “lenta” e uma broca especial para isto, se não você quebra o vaso), no mesmo jeito que você fez para os tacos de piso logo acima.

Coloque um pouco de esphagnum, coloque a planta e amarre-a com algum barbante.

Eu já percebi que desta forma você precisa regar mais a planta.
Talvez por ter o vaso aberto na parte da frente, a água evapore mais.
Então, providencie mais esphagnum do que o normal, por que assim vai facilitar a vida da bixinha!! :D

Como consequência, adubos e afins devem ser aplicados com mais frequência.

OK?

MORINGA

Orquidea na moringa

Orquidea na moringa

Por último, tem surgido alguns tipos de vasos como este ao lado.
O nome mais adequado que eu vejo para ele é moringa, mas como nem Cândida tem o mesmo nome aqui e ai, então…

Sabe um jarro de água feito de barro? Aquilo aqui se chama Moringa.
Imagine um destes, feito bem rustico, todo riscado por fora.
Em cima ele tem um orifício para se colocar a água, e dois ou tres buracos pequenos para passar algum arame que o amarre. (se quiser, me peça fotos que eu mando).

Se você o mantiver sempre cheio de água, as paredes vão fornecer a umidade necessária para as raízes das plantas.
Mas tem que prestar atenção, pois não são todas as plantas que gostam de ficar com as raízes sempre úmidas.

Veja esta foto, tirada hoje mesmo… vê que parece um pouco umido? Eu coloquei água no sábado. Amanha é tempo de colocar água novamente.

Eu tenho um destes (apenas), com Oncidium presa a ele.
As raízes estão começando a aparecer.

PALHAS, PENEIRAS e BAMBUS

Dendrobium na peneira de arroz (feita de palha)

Dendrobium na peneira de arroz (feita de palha)

Mais uma forma (doida) que eu minha esposa plantou uma orquidea foi numa peneira de arroz.
Sabe aquela peneira feita de palha?
Ela amarrou uns dendrobiuns na peneira, e adivinha? Foi pra frente!! :D
Pode-se usar qualquer coisa que não apodreça facilmente.

Um Bambú com bastante ranhura pode ser uma ótima solução também.
A grossura vai variar de acordo com o tamanho da sua planta.

Tem a vantagem de arejar mais as raízes, então, se sua orquídea gosta de luz nas raízes (Vandaceas e relacionadas), esta ideia é muito boa!

BRITA
Algumas orquideas gostam de ficar plantadas apenas em pedras, mas antes de fazer isto, vale a pena verificar se esta especie é rupícula (que vive em pedras), e que você mantenha sempre tudo bem umedecido.

Bom, acho que assim você já tem algumas (boas) ideias para plantar suas orquideas, sem sofrer pelo afastamento com a civilização!! :D

Nao podemos esquecer também de:
- Argila expandida (nao gosto).
- Caixotes de plastico para Vandaceas
- Vasos de plastico em geral
e muitos outros….

Aproveite a sua situação, aproveite que você esta no meio do mato e veja tudo que pode ser aproveitado por de volta.

Ok?

Boas flores!

About these ads
Comments
2 Responses to “Formas diferentes para se plantar uma orquidea.”
  1. Iara Lucia disse:

    Garoto você é tão levadinho…!!!
    Imagina, ter tanta paciência em postar esse blog para essa sua amiga meio doidinha. Realmente, aqui em Corumbá o Sistema é bruto. Não me lembro se comentei, mas a uns 15 dias atrás não consegui comprar vasos de plastico, aqueles pequenos, pretos… como comentei, recentemente, eles não sabem o que é esfagno, nunca ouviram falar. Casca de pinos, até encontrei no outro dia, mas caréeeeeeeeeeesimo. Enfim, seu sacrifício não foi em vão. Porei todas as ideias em prática rapidíssimo. Já encomendei a um amigo da feira tocos de árvore rugosos, só tem nas morrarias, é longe e tenho medo de ir sozinha, me cobrou meio caro, mas quem não pode fazer paga. Obrigadão, obrigado mesmo por esse carinho.

  2. Iara Lucia disse:

    Sinto muito pelas perdas. Parece que quando nos afastamos elas sentem nossa falta. Quando viajei também perdi um monte.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Voce ja viu que este blog agora esta inativo?

    Desculpe, tive que parar com o Blog por que minha

    vida esta passando por grandes mudanças e há

    coisas que eu preciso cuidar, antes de pensar neste

    blog novamente.


    Clique no logo (acima) e leia o texto completo,

    explicando os porquês.
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: